Lentes de contacto de hidrogel de silicone

Lentes de contacto de hidrogel de silicone

Tudo o que deve saber sobre o hidrogel de silicone

Hidrogel de silicone: um termo que já terá ouvido antes aplicado a lentes de contacto, mas que é possível que não entenda totalmente. Não se preocupe, não é o único. Vamos tentar esclarecer qualquer dúvida que tenha ao respeito. Com a passar do tempo, a tecnologia melhora. Os computadores são mais rápidos. Os carros são eficientes durante mais quilómetros. E as lentes de contacto não são uma excepção. Também melhoram com o tempo e permitem-nos usá-las durante mais tempo com maior conforto. Parte deste avanço deve-se ao uso do hidrogel de silicone.

Mas, o que é exactamente? Areia + água + algum gel…? Não exactamente. Passamos a explicar.

O que é o silicone?

O «silicone» é um polímero, um composto químico. Parece-lhe chinês, tem toda a razão, porque é.

Significa «composto de várias partes» e isso é exactamente o que são os polímeros: compostos químicos que se encontram e se combinam. Quando os cientistas sintetizam polímeros no laboratório, unem compostos de forma a que o todo seja mais que a soma das partes: maiores, mais fortes, mais rápidos, etc. Esta é a ideia.

As lentes de hidrogel de silicone combinam a permeabilidade ao oxigénio do silicone (capacidade de permitir que o oxigénio passe através do material) com o conforto do hidrogel (composto principalmente por água) para que se possam utilizar com segurança e conforto durante um período de tempo prolongado.

A importância de que as lentes de contacto «respirem»

O facto das lentes de contacto permitirem que o oxigénio flua com facilidade para os olhos é um factor importante para manter o conforto e a saúde ocular. Esta é a razão.

Ao respirar, introduzimos ar nos nossos pulmões para que o sangue possa levar oxigénio e outros nutrientes essenciais para os órgãos do nosso corpo. Mas as nossas córneas (a parte transparente que cobre a íris) são distintas. Querem receber o oxigénio directamente da fonte: do ar que nos rodeia, não da corrente sanguínea.

Córneas: os pulmões dos nossos olhos

As córneas não contêm vasos sanguíneos (ouvimos rumores de que um tal conde da Transilvânia ficou desolado ao sabê-lo). Como as nossas córneas tomam o oxigénio directamente do ar, é lógico que necessitem aceder com facilidade ao ar que nos rodeia. As lentes duras dos anos 70 não o permitiam, pelo que apenas podiam utilizar-se durante períodos de tempo muito mais curtos.

No entanto, como já referimos, a tecnologia avança e o nível de «Dk/t» das lentes de contacto melhorou enormemente. Assim é como os professionais chamam à quantidade de permeabilidade ao oxigénio de uma lente; quanto maior é o nível, mais oxigénio pode passar. Isto, aliado a outros factores, ajuda a que se sinta melhor quando usa lentes de contacto durante extensos períodos.

As lentes de hidrogel de silicone oferecem um maior nível de transmissão de oxigénio (o nosso valor «Dk/t») que as lentes de hidrogel standard e, sem dúvida, muito maior que as lentes de contacto duras do passado.

Deseja conforto durante mais tempo? Pergunte por hidrogel de silicone

Agora sabe mais sobre as lentes de contacto de hidrogel de silicone. Por isso, se o seu profissional da visão mencionar este termo, pode impressioná-lo com os seus conhecimentos sobre o assunto.

A propósito, as lentes Biofinity e MyDay da CooperVision são de hidrogel de silicone. Estão feitas para ser usadas de forma segura e para lhe proporcionar o conforto que deseja.

Se ainda não as tem, experimente. Verá que o conforto permanece durante todo o dia, não só durante uma parte do mesmo. Se já as tiver, deixe os comentários mais abaixo e diga-nos o que pensa.